Add to favourites
News Local and Global in your language
24th of October 2018

Português



Igreja: Viana do Castelo associa-se à canonização de Paulo VI, o Papa que criou a diocese

Bispo afirma que este é um acontecimento «intensamente desejado»

Viana do Castelo, 11 out 2018 (Ecclesia) – O bispo Viana do Castelo afirmou que a canonização do Beato Paulo VI, o Papa que criou esta diocese, é um acontecimento “intensamente desejado” pelos católicos de Portugal, em particular os do Alto Minho.

“Como simples cristãos, porque o Beato Paulo VI se entregou totalmente à Igreja, mormente no II Concílio Ecuménico do Vaticano, que continua a alimentar-nos na fé e prática de vida. Como portugueses, porque foi ele o primeiro Papa a visitar o nosso País, peregrinando a Fátima em 1967. E como diocesanos vianenses, porque a ele devemos a Igreja particular que formamos, desde que a criou a 3 de novembro de 1977”, explica D. Anacleto Oliveira, em mensagem enviada à Agência ECCLESIA, pelo Secretariado Diocesano de Comunicação Social.

O prelado considera um gesto “cheio de significado” que a canonização de Paulo VI aconteça durante o Sínodo dos Bispos, sobre ‘Os jovens, a fé e o discernimento vocacional’, que termina dia 28 deste mês.

“Os jovens estão, por natureza, entre as pessoas mais abertas ao Evangelho – como seus destinatários e seus agentes. Por um lado, estão na idade em que mais se preparam para tomar nas mãos as rédeas da própria vida; Por outro lado, quando realmente descobrem a Cristo e a Ele se entregam, é admirável e até contagiante o entusiasmo com que vivem a fé e testemunham o Evangelho”, desenvolve D. Anacleto Oliveira, o qual afirma que “não é fácil ser jovem hoje”, por falta de “critérios que garantam uma opção acertada e uma vida feliz”.

Sobre a canonização do Beato Paulo VI, que vai ser presidida pelo Papa Francisco este domingo, no Vaticano, o bispo pede a todos os diocesanos que se unam à celebração “sobretudo nas celebrações eucarísticas”, “com uma oração apropriada”, por exemplo.

O responsável pela Diocese de Viana adianta que a comunhão eclesial vai ficar completa na celebração de ação de graças a que vai presidir, pelas 15h30 do dia 4 de novembro, na Sé local.

“Iremos abençoar uma imagem de Paulo VI, que ficará à nossa veneração na Catedral, para assinalar o acontecimento e, sobretudo, para nos ajudar a viver segundo o Evangelho que tanto o marcou”, informa.

D. Anacleto Oliveira assinala ainda que nessa Eucaristia, com que se conclui a Semana da Diocese 2018, vai ser encerrada a ‘Porta Santa da Gratidão’, aberta há um ano, no início do atual jubileu diocesano.

No programa da semana especial, que começa a 28 de outubro, destaca-se ainda a Assembleia Diocesana do Clero, no próximo dia 30, em Ganfei (Valença), junto da igreja de S. Teotónio.

A 3 de novembro, na Eucaristia da Dedicação da Catedral, assinala-se o 41.º aniversário da criação diocese, pelas 18h00; para as 21 horas, está agendada a abertura solene das aulas do Instituto Católico de Viana do Castelo, no auditório do mesmo, com um jantar-conferência intitulado ‘Ao Sabor da Bíblia’.

O futuro santo Papa Paulo VI erigiu canonicamente a Diocese de Viana do Castelo, separando-a da Arquidiocese de Braga, pela Constituição Apostólica ‘Ad aptiorem populi Dei’, a 3 de novembro de 1977.

A área desta Igreja local, com 2255 km2, coincide com território civil do distrito de Viana do Castelo, contando 291 paróquias e uma população de 241 mil habitantes, dos quais 216 900 são católicos (89,88%).

CB/OC

Partilhar:ShareRead More




Leave A Comment

More News

Agencia Ecclesia

Aleteia: vida plena com

Disclaimer and Notice:WorldProNews.com is not the owner of these news or any information published on this site.